Namorada nega que motorista do Porsche que causou acidente com morte tenha bebido antes de dirigir

NOTÍCIA

10/25/20222 min read

Depoimento ocorreu nesta terça (9) no 30º DP Tatuapé, que investiga o caso. Fernando Filho, namorado da jovem, responde em liberdade pela morte do motorista de aplicativo Ornaldo Viana.

A namorada de Fernando Sastre de Andrade Filhomotorista do Porsche que causou um acidente com morte no dia 31 de março na Zona Leste de São Paulo, falou por quase duas horas na delegacia que investiga o caso e negou que ele tenha bebido antes de dirigir.

O depoimento dela foi dado nesta terça-feira (9) no 30º Distrito Policial (DP), Tatuapé, que investiga as causas e eventuais responsabilidades pela e do motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana. Ele dirigia um Sandero, quando foi atingido na traseira pelo carro de luxo na Avenida Salim Farah Maluf. Câmeras de segurança gravaram a batida

A namorada de Fernando foi depor acompanhada de quatro advogados, que também defendem o namorado dela. Nenhum deles conversou com a imprensa, que aguardava do lado de fora da delegacia.

A Polícia Civil queria saber da jovem se o empresário ingeriu bebida alcoólica, se ele dirigia em alta velocidade e por que ela não quis voltar para casa no carro com ele.

Fernando é suspeito de ter assumido o risco de matar a vítima porque teria consumido bebida alcoólica e dirigia acima do limite de velocidade. Algumas testemunhas contaram que ele bebeu "alguns drinks", tinha sinais de embriaguez e transitava bem acima dos 50 km/h permitidos para a via.

Mas, diferentemente do que as testemunhas disseram à polícia, a namorada de Fernando contou que ele não ingeriu bebida alcoólica por estar dirigindo o seu Porsche. E que, por namorarem há oito anos, o casal sempre combinou que quando um dos dois beber, o outro não bebe.

Segundo a namorada de Fernando, os dois se encontraram na noite de sábado (30) com um amigo dele, Marcus Vinicius Machado Rocha, e a namorada de Marcus, num restaurante. O casal de amigos estava em outro carro.

A namorada de Fernando também disse que, nesse local, somente ela e Marcus tomaram bebidas alcóolicas. Disse ainda que o motorista do Porsche e a namorada do amigo dele não ingeriram nada com álcool porque os dois estavam dirigindo.

Depois, os quatro amigos saíram do restaurante e seguiram em seus carros até uma casa de pôquer, segundo a namorada de Fernando. Lá, segundo ela, seu namorado não bebeu álcool também, mas jogou. E como ele estava ganhando dinheiro com isso, não queria ir embora. Isso teria provocado uma discussão entre os dois porque ela queria ir para casa.

E, segundo o depoimento, quando decidiram sair da casa de pôquer, essa discussão entre eles continuou, até que ela decidiu não voltar para casa no carro de Fernando. Com isso, o amigo, Marcus, foi para o banco do carona do carro de luxo para ir embora com o amigo. E a namorada do motorista do Porsche acabou entrando no outro carro, que era guiado pela namorada de Marcus.

A discussão descrita acima foi gravada por câmeras de segurança na rua onde fica a casa de pôquer.

A namorada de Fernando também disse que, nesse local, somente ela e Marcus tomaram bebidas alcóolicas. Disse ainda que o motorista do Porsche e a namorada do amigo dele não ingeriram nada com álcool porque os dois estavam dirigindo.

Depois, os quatro amigos saíram do restaurante e seguiram em seus carros até uma casa de pôquer, segundo a namorada de Fernando. Lá, segundo ela, seu namorado não bebeu álcool também, mas jogou. E como ele estava ganhando dinheiro com isso, não queria ir embora. Isso teria provocado uma discussão entre os dois porque ela queria ir para casa.

E, segundo o depoimento, quando decidiram sair da casa de pôquer, essa discussão entre eles continuou, até que ela decidiu não voltar para casa no carro de Fernando. Com isso, o amigo, Marcus, foi para o banco do carona do carro de luxo para ir embora com o amigo. E a namorada do motorista do Porsche acabou entrando no outro carro, que era guiado pela namorada de Marcus.


Related Stories